Google+ Followers

SEGUIDORES DE TALENTOS PEDAGÓGICOS

11 de agosto de 2016

Caderno com atividades sobre Olimpíadas para Primeiro Ciclo de Alfabetização

Caderno com atividades sobre Olimpíadas para Primeiro Ciclo de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização


17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização

17 Atividades Olimpíadas para turmas de Alfabetização
metros livre nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008
metros livre nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008
Atividade Primeiro Ciclo Alfabetização Olimpíadas Rio 2016
Atividade Olimpíadas Segundo Ciclo O atletismo e a participação da mulher nos jogos olímpicos

CRÉDITOS:http://www.lipitipi.org/

8 de agosto de 2016

A MELHOR NOTICIA QUE RECEBI HOJE


Novo implante na medula permite recuperar capacidade de andar

por José Mariano


Cientistas suíços criaram um novo material, implantável na espinal medula de um corpo paralisado, que lhe permite recuperar a capacidade de andar. O implante foi testado com sucesso em laboratório em cobaias paralisadas, que recuperaram o movimento dos membros afectados. Está agora previsto o início da fase de testes em humanos.
O dispositivo foi desenvolvido por cientistas da École Polytechnique Fédérale de Lausanne (EPFL), na Suíça, liderados pela professora Stéphanie Lacour. O implante é incrustado num novo material flexível, extensível e condutor, desenvolvido à base de silício e ouro dispostos em camadas ultra-finas de apenas 35 nanómetros (0.000035 milímetros).


O dispositivo transmite impulsos eléctricos e administra medicação, funcionando como uma “ponte”entre segmentos da espinal medula que tenham sido decepados. O novo material foi baptizado de e-Dura, a partir de dura mater, ou dura, a mais espessa das três membranas, ou meninges, que envolvem o cérebro e a espinal medula.


Devido à sua flexibilidade e elasticidade, o e-Dura não causa inflamação nem é rejeitado pelo tecido da espinal onde é implantado. “A espinal medula expande-se e relaxa”, explica a professora Stéphanie Lacour. “Se tivéssemos um material não deformável, a fricção iria causar inflamação”.


“O nosso implante pode permanecer por períodos de tempo mais longos na espinal e no córtex precisamente porque tem as mesmas propriedades mecânicas da dura mater“, revela Lacour. O resultado da investigação foi publicado esta sexta-feira na revista Science . Os investigadores esperam agora efectuar testes em humanos e desenvolver um protótipo para uso comercial

25 de outubro de 2015

TEMAS USADOS NO ENEM

Redação A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira...



Tema: “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”

Redação 1

No ano de 2011, tomou posse como líder maior da nação brasileira a candidata Dilma Rousseff. A faixa presidencial que ela ostenta desde então representa, simbolicamente, o empoderamento da mulher - algo impensável décadas atrás. Contudo, o mesmo povo que a colocou no poder é capaz de produzir vergonhosa estatística: índices crescentes de violência contra o sexo feminino. Analisar as causas dessa prática hedionda é o primeiro passo para reverter esse triste quadro.

É válido apontar, antes de tudo, a visão machista e opressora que ainda existe na célula mais básica da sociedade: a família. O patriarcalismo histórico posicionou o homem como o chefe e provedor da casa, em detrimento da mulher - responsável pelas tarefas domésticas. Mesmo que inúmeras conquistas, como a do mercado de trabalho, tenham sido obtidas, elas continuam sendo vítimas da sensação de domínio de seus companheiros. Prova disso são os recorrentes casos de agressão física, violação sexual e até mesmo homicídios que ocorrem na esfera de carinho e proteção que supostamente seria ela.

Entretanto, não é somente em casa que a violência contra a mulher acontece. A vitrine midiática do mundo capitalista impõe, muitas vezes, uma percepção do sexo feminino como um objeto, próprio para o consumo. A erotização e a exploração da sexualidade são comuns em propagandas e programas de televisão, que preferem sobrepor corpos seminus à essência individual. Nesse contexto de objetificação, são inúmeros os relatos de assédio e constrangimento ocorridos na rua e no trabalho, afinal, uma “mercadoria” não pode se negar ao seu “comprador”.

Fica claro, portanto, que agressões à mulher constituem uma grave mazela social, que deve ser combatida. Para isso, a policia e o judiciário devem garantir a aplicação e a fiscalização de leis como a Maria da Penha e Feminicídio - principalmente contra os companheiros. ONGs podem dar suporte às vítimas, oferecendo atendimento psicológico adequado a mulheres violentadas. Por fim, a mídia deve combater a cultura do assédio, não só com campanhas publicitárias, mas também com engajamento ficcional, como o que ocorre nas novelas. Talvez assim consigamos construir uma nação com igualdade real entre os gêneros.

Redação 2

Nunca mais mulheres-de-atenas

Certa vez, Chimamanda Adichie, importante nome na literatura africana e na luta pelos direitos femininos, falou da importância de encorajar mais mulheres a se atreverem a mudar o mundo. De fato, é possível ver que o espaço dado ao “segundo sexo” de Simone de Beauvoir, antes limitado, tem crescido cada vez mais. Entretanto, não são raros no Brasil os casos de violência contra aquelas que deveriam, em um mundo de direitos humanos, ser respeitadas e ter seu lugar, mantendo, muitas vezes, um cenário de opressão que já se cristalizou. Nesse sentido, vale analisar o porquê de algo tão condenável ter se tornado perene e identificar soluções para resolver esse problema.

É importante destacar, em primeiro lugar, a cultura de inferiorização que vem sendo alimentada por séculos. Não é de hoje que a mulher é subjugada e violentada - física, psicológica ou moralmente - pelo homem. Artigos de Heloisa Buarque de Hollanda, pesquisadora e ensaísta brasileira, mostram a existência de um feminismo já no século XIX, como resposta a um comportamento masculino opressor. Nas obras sobre o Brasil Colônia, já era possível ver a reprodução de valores machistas e patriarcais. O poder instaurado por uma fatia da sociedade, de certa forma, torna mais consistentes as manifestações de violência, que, apesar da grande repulsa nos dias de hoje, ainda têm seu espaço.

Embora pareça algo inerente à sociedade brasileira, não podemos esquecer os esforços intermináveis do legislativo, que busca, por meio de alguns projetos de lei, resolver esse problema na sua raiz. Em 2006, a Lei Maria da Penha já iniciava uma luta consistente contra a violência doméstica, seguida, em 2015, da Lei do Feminicídio, que criminaliza à parte a morte de mulheres. Importantes nomes da política brasileira, como Jandira Feghali e Benedita da Silva, brigam diariamente pela aprovação de medidas que tentem reduzir o número de casos de agressão e até morte no Brasil. Percebe-se, porém, que esse esforço não tem sido tão expressivo a ponto de extirpar de vez esse problema da sociedade.

Torna-se evidente, portanto, a necessidade de se entender esse problema e propor medidas que, entre outras, tornem mais eficazes propostas já lançadas e amenizem - ou até resolvam - essa questão. A mídia, grande difusora de informações, pode trabalhar, em conjunto com o governo, a divulgação de tais leis já existentes, de forma que as mulheres que sofram qualquer tipo de violência saibam que podem denunciar os agressores e se manter seguras. Além disso, por meio de ficções engajadas, podem promover debates que, levados à sociedade, trabalhem a ideia na sua raiz. Por fim, ONGs que defendam os direitos das mulheres podem continuar pressionando os três poderes, a fim de que, em pouco tempo, tenhamos mais projetos que contemplem o sexo feminino. Assim, aos poucos, poderemos encontrar na sociedade brasileira mulheres que mudem o mundo, que não sejam mais morenas que têm medo apenas, que não sejam mais mulheres de atenas.

Redação 3

Simone de Beavoir. Leila Diniz. Marta Suplicy. Mulheres que em diferentes épocas e situações levantaram suas bandeiras na luta contra a injustiça e a ausência de direitos femininos. Anos se passaram e os direitos foram assegurados. Porém, embora a mulher brasileira tenha conquistado espaço em vários setores, existe ainda um grande caminho a ser trilhado no que se diz respeito aos crimes de violência. Até que ponto a igualdade entre os gêneros, de forma plena, é respeitada em nossa sociedade?

É fundamental comentar o aspecto da cultura da impunidade que insiste em prevalecer em vários âmbitos sociais. Muitos diriam que delegacias e secretaria a favor das mulheres foram criadas e, com isso, suas garantias estariam estabelecidas. Ledo engano. Em nosso país, as leis são brandas. Não há punição efetiva. Prova disso é verificado em estatísticas que revelam menos da metade dos processos efetivamente julgados e resolvidos. Nesse sentido, não há muito ainda o que comentar se ainda somos noticiados de feminicídios constantes.

Há quem afirme que a violência feminina já tenha reduzido, pois a imagem da mulher apresenta avanços no nosso país. Mais uma vez: equívoco garantido. A base do pensamento da nossa sociedade ainda é conservadora e patriarcal. Sinais de desrespeito e submissão são notórios quando reparamos a cultura do “fiu-fiu” reinante no universo machista. Dessa forma, confirma-se a visão cristalizada de que a mulher não é tratada com dignidade e valor. Propagandas, novelas e músicas ainda sustentam muito e corroboram essa inferioridade, que acaba levando a atos de violência moral, física e sexual.

Fica claro, portanto, que se comparada com décadas anteriores, muito se evoluiu em termos de garantias em prol da mulher. No entanto, no que diz respeito à violência, há muito que ser feito para reverter o atual quadro tão vergonhoso. Mais que criação de leis e varas especializadas, nossas instituições precisam garantir a eficácia e aplicação de penalidades contra as mulheres. Campanhas divulgadas na mídia podem ser intensificadas, não só como denúncias de casos violentos, mas também com caráter de instrução. Talvez assim, possamos ter em alguns anos a inversão da célebre frase – as mulheres nascem e são respeitadas como iguais.

18 de setembro de 2015

Holanda oferece 50 bolsas de estudo exclusivas para brasileiros

Holanda oferece 50 bolsas de estudo exclusivas para brasileiros

A Holanda está oferecendo 50 bolsas de estudo exclusivas para brasileiros por meio do programa Orange Tulip Scholarship (OTS) em 15 universidades do país. Há bolsas de estudo para cursos de graduação, mestrado e short degree (em que o aluno cursa o último ano da graduação no exterior) nas mais diversas áreas do conhecimento, de artes à exatas.

Quem não fala holandês não precisa se preocupar já que todas as bolsas são para cursos ministrados em língua inglesa. Para se candidatar ao OTS, é preciso ter excelente desempenho acadêmico, não estar estudando ou trabalhando na Holanda, comprovar fluência em inglês e estar em processo de admissão ou já ter sido aceito na universidade de interesse. Veja aqui a lista completa de universidades participantes

Há bolsas de estudo parciais e integrais, que cobrem 100% do valor do curso, podendo chegar a 32.500 euros. Em alguns casos, o estudante também pode receber ajuda de custo para viver na Holanda.

Processo de seleção – Para se candidatar a uma bolsa Orange Tulip Scholarship, é preciso realizar um exame de proficiência em inglês (TOEFL ou IELTS) e enviar, também em inglês, cópia do currículo, carta de motivação e cartas de referência. As inscrições vão até 1º de maio de 2016 pelo site da OTS.

Como chegar lá – A responsável pela promoção das bolsas de estudo OTS no Brasil, Simone Perez, explica que são buscados estudantes que demonstrem excelência acadêmica, sejam engajados em atividades extracurriculares, tenham facilidade de se adaptar a novas culturas, possuam senso crítico apurado e boa capacidade de comunicação. “É importante o candidato possuir um objetivo claro para sua carreira e enfatizar na carta de motivação como o curso pretendido será importante para os seus planos profissionais”, orienta.

O advogado Julio Furtado, de 28 anos, faz mestrado em Direito na Holanda com bolsa da OTS e dá dicas para quem também quer conseguir o benefício: “Estude detalhadamente a universidade e o curso para o qual deseja se candidatar. Os holandeses apreciam pessoas pró-ativas e que querem aprender sempre mais. Não seja tímido! Escreva e-mails para as instituições, visite os sites, vá às feiras de intercâmbio para conversar com a equipe da Nuffic Neso Brasil, instituição que oferece as bolsas. Candidate-se sabendo o que quer e onde gostaria de chegar”, diz.

Créditos: Estudar fora.org

24 de junho de 2015

CARTOGRAFIA ATIVIDADES




Regras para resolver exercícios de fusos horários
O cálculo dos fusos horários pode ser efetuado em quatros simples passos.
Passo a passo: resolução de problemas com fusos horários:
Todos os exercícios de fusos horários sempre fornecem as longitudes do ponto de referência 
(P1) e do ponto pretendido (P2), bem como horário ponto de referência. 
1º Passo : Analisar a localização dos pontos P1 e P2. 

Se estiverem em hemisfério diferentes - Somar as longitudes 
Se estiverem em hemisfério iguais - Subtrair as longitudes 

2º Passo : Converter graus em horas - Dividir o resultado do 1º Passo por 15 

3º Passo : Analisar a posição do ponto P1 em relação ao ponto P2 

Se P2 estiver à Leste de P1 - Somar o resultado do 2º Passo no

Se P2 estiver à Oeste de P1 - Subtrair o resultado do 2º Passo no horário 

4º Passo : Quando ocorrer uma viagem entre os pontos P1 e P2 

Se encontrar um horário negativo, some 24 e a hora será do dia anterior. 
Se um horário for maior que 24, subtraia 24 e a hora será do dia seguinte. 

Exemplo: Um viajante tomou um avião na cidade A as 7h, em direção a cidade B, sabendo que o 
tempo de viagem foi de 6 horas, qual foi o horário na cidade B, em que o viajante desembarcou? 

1º Passo: A e B estão em hemisférios diferentes, portanto somar as longitudes 75º + 45º = 120º 
2º Passo: Dividir o resultado do 1º Passo por 15 para transformar graus em horas 120º / 15 = 8h 
3º Passo: B está a Leste de A, portanto somar o resultado do 2º Passo no horário 7h + 8h = 15h 
4º Passo: Somar o tempo de viagem no horário da cidade B 15h + 6h = 21h 
Resp:O viajante desembarcou as 21h no horário da cidade B





+ Regras. Escolha a sua:


Fonte: http://suburbanodigital.blogspot.com.br/


Exercícios Resolvidos sobre Fusos Horários

Questão 1 
Descreva a metodologia utilizada para a elaboração dos fusos horários.



Resposta Questão 1

Os fusos horários foram estabelecidos através da divisão da circunferência da Terra (360°) pelo tempo gasto durante o movimento de rotação, ou seja, que a Terra realiza um giro em torno do seu próprio eixo, sendo que são necessárias, aproximadamente, 24 horas (23 horas, 56 minutos e 4 segundos) para a realização desse movimento. Portanto, dividindo 360 por 24, temos o resultado de 15. Nesse sentido, dividiu-se a superfície do planeta em 24 fusos horários, cada um equivalendo a 15° da circunferência terrestre e tendo sua hora definida em relação ao meridiano de Greenwich, também chamado marco inicial (0°).


Questão 2
A linha imaginária considerada o marco 0° dos fusos horários é:
a) Linha do Equador
b) Trópico de Capricórnio
c) Meridiano de Greenwich
d) Trópico de Câncer

Resposta Questão 2

a) Falso – A Linha do Equador consiste numa linha imaginária responsável pela divisão do globo em norte e sul, através dessa linha é possível se estabelecer as latitudes.
b) É uma linha geográfica imaginária que está localizada ao sul da linha do Equador.
c) Verdadeiro – O meridiano de Greenwich é a linha imaginária responsável por dividir o globo terrestre em ocidente (oeste) e oriente (leste). A partir dele é possível medir as longitudes. Esse é considerado o marco inicial (0°) dos fusos horários e pelo fato da Terra girar no sentido de oeste para leste, os fusos a leste de Greenwich têm as horas adiantadas (+); já os fusos situados a oeste do meridiano inicial têm as horas atrasadas (-).
d) Falso – O Trópico de Câncer é uma linha imaginária localizada ao norte da linha do Equador, portanto, não tem relação com os fusos horários.


Questão 3
(PUC-MG) Ao dividir os 360 graus da esfera terrestre pelas 24 horas de duração do movimento de __________, o resultado é 15 graus. A cada 15 graus que a Terra gira, passa-se uma hora. Assim, cada uma das 24 divisões da Terra corresponde a um __________.
Para que o texto fique adequadamente preenchido, as lacunas devem ser completadas, respectivamente, por:
a) translação e meridiano.
b) translação e paralelo.
c) rotação e círculo.
d) rotação e fuso horário.

Resposta Questão 3

a) Falso – A translação é o movimento que a Terra realiza em torno do Sol, durante esse processo são gastos 365 dias e seis horas. Esse fenômeno é responsável pela alternância das estações do ano. O meridiano é uma linha geográfica imaginária.
b) Falso – A translação é o movimento que a Terra realiza em torno do Sol, durante esse processo são gastos 365 dias e seis horas. O paralelo, por sua vez, consiste no círculo menor perpendicular ao eixo terrestre.
c) Falso – a rotação é o movimento que a Terra faz em torno de seu próprio eixo, sendo realizado em, aproximadamente, 24 horas. No entanto, círculo não tem relação com os fusos horários.
d) Verdadeiro – Denomina-se rotação o movimento que a Terra faz em torno do seu próprio eixo (360°), esse movimento é realizado em aproximadamente 24 horas. Os fusos horários foram estabelecidos através da divisão do eixo da Terra (360°) pelo tempo de duração do movimento de rotação (24 horas), portanto, temos o resultado de 15°, responsável por um fuso horário.


Questão 4
Uma família embarca em uma viagem às 14:00 horas, do dia 03 de março, de um ponto A (localizado a 30° O) com destino a B (localizado a 45° L). O tempo de voo é de 10 horas. Qual o dia e o horário de chegada da família ao ponto B?

Resposta Questão 4

Considerando que cada fuso horário corresponde a 15° e que os fusos horários aumentam as horas no sentido oeste – leste, temos:
30° O 15° O 0° O 15° L 30° L 45°L
14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00
Embarque: 14:00 horas do dia 03 de março.
Diferença de fuso entre 30° O e 45° L: 5 horas.
Tempo de viagem: 10 horas
Resolução: 5 horas + 10 horas = 15 horas.
14:00 do dia 03 de março + 15 horas = 05:00 horas do dia 04 de março.
Portanto, há a diferença de 5 horas a mais entre 30° O e 45° L, considerando que a família desembarcou às 14:00 horas do dia 03 de março e o tempo de viagem é de 10 horas, ela chegou ao ponto B às 05:00 horas do dia 4 de março.


Questão 5

(UFSM-RS) Observe o mapa a seguir e responda à questão adiante.

Desconsiderando horários de verão locais, as coordenadas geográficas do mapa permitem, também, deduzir que uma competição esportiva que ocorra em Sydney, às 16 horas, seja assistida pela TV, ao vivo, em Nova York à(s):
a) 7 horas.
b) 8 horas.
c) 2 horas.
d) 1 hora.
e) meia-noite.

Resposta Questão 5

Sydney está localizada no fuso horário 150° L
Nova York está localizada no fuso horário 75° O
75°O 60° 45° 30° 15° 0° 15°L 30° 45° 60° 75° 90° 105° 120° 135° 150°
1h 2h 3h 4h 5h 6h 7h 8h 9h 10h 11h 12h 13h 14h 15h 16h
Considerando que as horas reduzem a cada 15° no sentido leste – oeste, e que há uma diferença de 15 fusos horários entre Sydney e Nova York, temos:
Sydney: 150°L / 15° = 10 horas a mais em relação ao meridiano de Greenwich.
Nova York: 75°O / 15° = 5 horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich.
Pelo fato de as duas cidades estarem em hemisférios diferentes e as horas serem adiantadas no sentido oeste – leste, as horas devem ser somadas: 10 horas + 5 horas = 15 horas e depois subtraídas pelo horário de Sydney, visto que essa cidade apresenta fuso adiantado em relação à Nova York.
16 horas (horário em Sydney) – 15 horas (diferença de fuso entre as duas cidades) = 1 hora.
Portanto, a alternativa correta é a letra D.

Um empresário necessita realizar duas reuniões, uma em A (45° L) e a outra em B (180°L). Ele embarca de C (60° O) às 13:00 horas do dia 25 de abril. Após 10 horas de viagem, o empresário desembarca em A. O tempo gasto na reunião é de 7 horas e logo em seguida ele já estava no avião com destino a B. Considerando que a viagem de A a B leva 15 horas, responda:
a) Qual o horário e o dia de chegada do empresário em A?
b) Qual o horário e o dia de chegada do empresário em B?

Resposta Questão 6

a) Qual o horário e o dia de chegada do empresário em A?
O empresário partiu de C (60° O) às 13:00 horas com destino a A (45° L), visto que as horas são adiantadas no sentido oeste – leste, e que cada 15° representa um fuso horário, temos:

60° O 45° 30° 15° 0° 15° L 30° 45°
13h 14h 15h 16h 17h 18h 19h 20h
Portanto, quando for 13:00 em C (ponto de partida) será 20:00 horas em A (destino da viagem). Considerando que a viagem demore 10 horas, o empresário chegará a A às 06:00 horas do dia 26 de abril.

b) Qual o horário e o dia de chegada do empresário em B?
O empresário chegou a A às 06:00 do dia 26 de abril, e após 7 horas, embarcou com destino a B. Portanto, o empresário embarcou às 13:00 horas no avião com destino a B (180° O).
06:00 horas + 7 horas = 13:00 horas.
45° L 60° 75° 90° 105° 120° 135° 150° 165° 180°
13h 14h 15h 16h 17h 18h 19h 20h 21h 22h 
Portanto, quando o viajante embarcar às 13:00 horas no voo no ponto A (45°), já serão 22:00 horas no ponto B (180 °L). Considerando que a viagem demore 15 horas, o empresário desembarcará em B (180° L) às 13:00 do dia 27 de abril.


Questão 7
Analise as afirmativas sobre o fuso horário brasileiro e marque (V) para as verdadeiras e (F) para as falsas.
a) O território brasileiro está localizado a leste do Meridiano de Greenwich, portanto, as horas são adiantadas com relação ao marco inicial (0°).
b) Fernando de Noronha está situado na zona que corresponde a 30° O, sendo a porção do território brasileiro onde as horas são as mais adiantadas.
c) Todas as unidades federativas da Região Sul e Sudeste apresentam o mesmo horário de Brasília, que é considerado o horário oficial do Brasil.
d) Em consequência da pouca distância do território brasileiro no sentido leste-oeste, o país não apresenta fusos horários distintos.
e) De acordo com as mudanças no fuso horário brasileiro, o estado do Acre passou a pertencer ao fuso 60° Oeste, ou seja, - 4 horas com relação ao meridiano de Greenwich.

Resposta Questão 7
a) Falso – O território brasileiro está situado a oeste do Meridiano de Greenwich, que é o marco inicial (0°) dos fusos horários. Portanto, as horas são atrasadas com relação ao marco inicial.
b) Verdadeiro – O território de Fernando de Noronha está localizado no fuso 30° O, apresentando as horas mais adiantadas do Brasil.
c) Verdadeiro – O horário oficial do Brasil é o de Brasília (45° O). Todas as unidades federativas que integram a Regiões Sul e Sudeste estão situadas no mesmo fuso da capital federal.
d) Falso – O território brasileiro apresenta uma grande distância no sentido leste-oeste (4.319,4 quilômetros), fato que lhe proporciona a existência de mais de um fuso horário.
e) Verdadeiro – O Acre pertencia ao fuso horário 75° O, entretanto, a aprovação de uma Lei, em 2008, estabeleceu que o estado passasse a integrar o fuso 60° O.


Questão 8
Um time de futebol do estado de São Paulo (localizado no fuso 45° O) irá realizar uma partida em Boa Vista (60° O), capital de Roraima. A equipe irá embarcar às 14h e a viagem terá duração de 6 horas. Considerando o horário de Roraima, a que horas os jogadores de São Paulo desembarcarão em seu destino final:
a) 19h
b) 17h
c) 21h
d) 20h
e) 18h
Resposta Questão 8
Alternativa correta: letra “A”.
Resposta:
São Paulo, localizado no fuso 45° O, está uma hora adiantado em relação a Roraima (60° O).
A viagem será realizada em 6 horas. Portanto, 14h (horário de embarque) + 6 horas (duração da viagem) = 20h.
Entretanto, deve-se reduzir uma hora, visto que Roraima está localizado em um fuso a menos (1 hora) em relação a São Paulo.
Resposta Final: 20h – 1h = 19h.
a) 19h Verdadeiro.
b) 17h Falso.
c) 21h Falso.
d) 20h Falso.
e) 18h Falso.


Questão 9
Um empresário amazonense está com uma viagem marcada às 6h para o Rio Grande do Sul. O percurso tem duração de 7 horas e 30 minutos. Considerando o horário do Rio Grande do Sul, a que horas o empresário desembarcará?


Resposta Questão 9
Amazonas, localizado no fuso (60° O), possui uma hora a menos com relação ao Rio Grande do Sul (45° O).
A viagem terá 7 horas e 30 minutos de duração. Considerando que o empresário irá embarcar às 6h, temos:
6h00min (horário de embarque) + 7h30min (tempo de viagem) = 13h30min.
Entretanto, deve-se adiantar uma hora, pois o estado do Amazonas possui uma hora a menos com relação ao estado do Rio Grande do Sul. Sendo assim: 13h30min + 1 hora = 14h30min.
Portanto, o empresário amazonense desembarcará às 14h30min no Rio Grande do Sul.

Questão 10
Analise o mapa e identifique as principais mudanças do fuso horário brasileiro. Explique os motivos responsáveis por essa modificação.

Resposta Questão 10
Através da análise do mapa é possível identificar algumas alterações no fuso horário brasileiro:
O estado do Acre e a porção extremo oeste do Amazonas pertenciam ao fuso 75° O, ou seja, com menos 5 horas em relação ao Meridiano de Greenwich e com menos 2 horas em relação ao horário de Brasília. Com as mudanças, esses territórios passaram a integrar o fuso 60° O.
Outra mudança se refere ao estado do Pará, que possuía a porção oeste no fuso 60° O e a porção leste no fuso 45° O. Desde as modificações, todo o estado passou a pertencer ao fuso 45 °O.
As modificações no fuso horário brasileiro foram propostas pelo Senador Tião Viana (PT – AC) e aprovadas pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O principal motivo alegado foi o de adequar os horários dos programas televisivos exibidos em rede nacional, levando-se em consideração a faixa etária da população, pois esses programas seguem o horário de Brasília, que era duas horas adiantado em relação ao horário do Acre e da porção oeste do Amazonas. Nesse sentido, uma programação exibida às 23h na capital federal era transmitida às 21h nesses dois locais.

Questão 11
Com extensão de 4.319,4 quilômetros no sentido leste-oeste, o Brasil apresenta quatro fusos horários distintos (30° O, 45°O, 60°O e 75°O). No entanto, uma Lei aprovada pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva estabeleceu a redução de um fuso horário brasileiro. Aponte os motivos alegados para essa alteração.


Resposta Questão 11
De acordo com os parâmetros estabelecidos na elaboração dos fusos horários, o Brasil possui quatro fusos diferentes, visto que o país é cortado por quatro meridianos de 15°, sendo que o intervalo de cada meridiano corresponde a uma hora.
Esse critério foi utilizado durante décadas, porém, em 2008, foi aprovada pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma Lei, proposta pelo Senador Tião Viana (PT – AC), que reduz um fuso horário na região Norte. O motivo alegado para essa mudança foi a adequação dos programas televisivos exibidos em rede nacional, levando em consideração a faixa etária da população, pois os programas seguem o horário de Brasília, que é duas horas adiantado em relação ao Acre e à porção oeste do Amazonas. Portanto, conteúdos que só podem ser exibidos após as 22:00 horas eram acompanhados às 20:00 no Acre e no oeste do Amazonas.

Questão 12
Observe os mapas dos fusos horários brasileiros antes e depois das alterações e destaque as principais modificações realizadas com a implantação da Lei que estabeleceu o novo fuso horário no Brasil.
Antes
Depois
Resposta Questão 12
Antes da modificação do fuso horário do Brasil, os estados seguiam a seguinte hora em relação ao meridiano de Greenwich e à Brasília:
Fernando de Noronha = 2 horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich e 1 hora a mais em relação à Brasília.
Todos os estados das Regiões Nordeste, Sul, Sudeste, Goiás (Centro-Oeste), Distrito Federal (Centro-Oeste), Tocantins (Norte), Amapá (Norte) e a porção leste do Pará (Norte) = 3 horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich e a mesma de Brasília.
Mato Grosso (Centro-Oeste), Mato Grosso do Sul (Centro-Oeste), Rondônia (Norte), Roraima (Norte), oeste do Pará e centro-leste do Amazonas = 4 horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich e 1 hora a menos em relação à Brasília.

Acre e porção oeste do Amazonas = 5 horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich e 2 horas a menos em relação à Brasília.
Modificação do fuso horário:
Fernando de Noronha = 2 horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich e 1 hora a mais em relação à Brasília.
Todos os estados das Regiões Nordeste, Sul, Sudeste, Goiás (Centro-Oeste), Distrito Federal (Centro-Oeste), Tocantins (Norte), Amapá (Norte), Pará (Norte) = 3 horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich e a mesma de Brasília.
Mato Grosso (Centro-Oeste), Mato Grosso do Sul (Centro-Oeste), Rondônia (Norte), Roraima (Norte), Amazonas (Norte) e Acre (Norte) = 4 horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich e 1 hora a menos em relação à Brasília.
Portanto, com a modificação do fuso horário brasileiro, o estado do Pará passou a estar totalmente no fuso 45° O (3 horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich e a mesma de Brasília), o estado do Acre e a porção leste do Amazonas foram incluídos no fuso 60° O (4 horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich e 1 hora a menos em relação à Brasília). O fuso 75° O (5 horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich e 2 horas a menos em relação à Brasília) deixou de ser utilizado no Brasil.


Questão 13
Um programa televisivo apresentado às 20:00 em Brasília será transmitido, simultaneamente, a que horas em Fernando de Noronha e no Acre, respectivamente?
a) 20:00 e 21:00
b) 19:00 e 20:00
c) 21:00 e 20:00
d) 20:00 e 20:00
e) 21:00 e 19:00


Resposta Questão 13
Alternativa correta: letra “E”.
Resposta:
Brasília está localizada no fuso 45° oeste. Fernando de Noronha está no fuso 30°O. O Acre, por sua vez, pertence, de acordo com a nova Lei do fuso horário nacional, ao fuso 60°O.
As horas são reduzidas em 1 hora a cada 15° conforme se desloca para o oeste.
Portanto, se em Brasília (45° O) são 20:00, em Fernando de Noronha (30° O) são 21:00, visto que esse último está a 15° O a menos que Brasília.
Já no Acre (60°O) serão 19:00, pois esse estado está 15° O a mais que Brasília. 
Questão 14
Um time de futebol de São Paulo irá enfrentar uma equipe de Roraima. A delegação do time paulista embarca às 08:00 rumo ao seu destino, e após 6 horas de viagem o time chega. Qual o horário que o time de São Paulo desembarcou em Roraima?
Resposta Questão 14
São Paulo: 45° O.
Roraima: 60° O.
Tempo de viagem: 6 horas.
As horas reduzem conforme o deslocamento: a cada 15° O a mais (1 hora).
Portanto, o time embarcou às 08:00 em São Paulo e o tempo de viagem foi de 6 horas:
08:00 + 6 = 14:00.
São Paulo apresenta 1 hora a mais que Roraima, portanto, o time paulista desembarcou às 13:00 em Roraima.


Questão 15
Analise as alternativas e marque (V) para as verdadeiras e (F) para as falsas.
a) Todos os territórios da Região Nordeste possuem o mesmo horário de Brasília, exceto o arquipélago de Fernando de Noronha.
b) Com as alterações no fuso horário brasileiro, os estados do Pará e do Acre passaram a ter o mesmo horário de Brasília.
c) As Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste têm 3 horas a menos em relação ao Meridiano de Greenwich.
d) De acordo com o novo fuso horário do Brasil, Amazonas e Acre possuem 1 hora a menos em relação à Brasília e 4 horas em relação ao Meridiano de Greenwich.
e) Um programa televisivo apresentado ao vivo às 22:00 no Rio Grande do Sul estará sendo transmitido às 21:00 no Amapá.

Resposta Questão 15
a) Verdadeiro – Com exceção de Fernando de Noronha, todos os territórios nordestinos estão localizados no mesmo fuso horário de Brasília (45° O).
b) Falso – O estado do Pará passou a ter o mesmo horário de Brasília (45° O), entretanto, o estado do Acre apresenta 1 hora a menos em relação à Brasília (60° O), antes da alteração do fuso brasileiro a diferença era de 2 horas (75° O).
c) Falso – As Regiões Sul e Sudeste (45°O) possuem 3 horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich (0°), pois a cada 15°O há uma redução de 1 hora: 45/15 = 3. Porém, na Região Centro-Oeste, apenas Goiás e Distrito Federal estão 3 horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich, pois Mato Grosso e Mato Grosso do Sul estão localizados no fuso horário 60° O, portanto, eles estão 4 horas a menos.
d) Verdadeiro – Com a alteração do fuso horário, Amazonas e Acre passaram a integrar o fuso 60° O, apresentando, portanto, 1 hora a menos em relação à Brasília e 4 horas em relação ao Meridiano de Greenwich.
e) Falso - Os dois estados pertencem ao fuso horário 45° O, sendo assim, o programa será exibido no mesmo horário.



Questão 16
(UFJF-MG) Em função dos fusos horários observados no território brasileiro, quando na cidade de Recife forem 6 horas, quantas horas serão na cidade de Porto Velho, não considerando o horário de verão?
a) 3 horas 
b) 4 horas 
c) 2 horas
d) 5 horas
e) 8 horas 
Resposta Questão 16
D. Recife está no 2o fuso horário. Porto Velho, capital de Rondônia, está no 3o e, portanto, terá 1 hora a menos (está a oeste).
Questão 17(Fuvest-SP) A cidade de São Paulo está situada no fuso horário 45° oeste. Quando em São Paulo forem 13 horas, que horas serão numa cidade localizada no fuso 75° leste?
a) 5 horas 
b) 11 horas 
c) 15 horas
d) 19 horas
e) 21 horas 
Resposta Questão 17
E. A distância entre as duas cidades corresponde a 120°. Dividindo por 15° (1o fuso), a distância transforma-se em hora: 8 horas de diferença. Como a cidade mencionada está a leste, somam-se 8 com o horário dado, obtendo-se 21 horas. (13 + 8).
Um avião parte de Rio Branco (AC), às 12 horas, em direção a Fernando de Noronha. O vôo teve duração de 5 horas. A que horas o avião chegou ao seu destino? (Hora local de Fernando de Noronha)Resposta: O avião chegou a seu destino às 19 horas. Quando o exercício envolve viagem, primeiramente calcula-se o horário da cidade onde o avião irá pousar e, depois, soma-se a duração da viagem. Neste caso, são 12 horas em Rio Branco e 14 horas em Fernando de Noronha. A seguir somam-se 14 horas com as 5 horas da viagem, obtendo-se 19 horas. 
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Exercícios Resolvidos de Cartografia Geral
QUESTÃO 1- ENEM 2000
O quadrinho publicado na revista "Newsweek" (23/9/1991) ilustra o desespero dos cartógrafos para desenhar o novo mapa-múndi diante das constantes mudanças de fronteiras.

Levando em consideração o contexto da época em que a charge foi publicada, dentre as frases abaixo, a que melhor completa o texto da fala, propondo outra correção no mapa, é:
a) "A Albânia já não faz parte da Europa".
b) "O número de países só está diminuindo".
c) "Cuba já não faz parte do Terceiro Mundo."
d) "O Kasaquistão acabou de declarar independência".
e) "Vamos ter de dividir a Alemanha novamente".


QUESTÃO 2- ENEM 2000

Um determinado município, representado na planta abaixo, dividido em regiões de A a I, com altitudes de terrenos indicadas por curvas de nível, precisa decidir pela localização das seguintes obras:

1. Instalação de um parque industrial.
2. Instalação de uma torre de transmissão e recepção.
Considerando impacto ambiental e adequação, as regiões onde deveriam ser, de preferência, instaladas indústrias e torres, são, respectivamente:

a) E e G
b) H e A
c) I e E 
d) B e I.
e) E e F.


QUESTÃO 3- ENEM 2003

Existem diferentes formas de representação plana da superfície da Terra (planisfério).
Os planisférios de Mercator e de Peters são atualmente os mais utilizados.
Apesar de usarem projeções, respectivamente, conforme e equivalente, ambas utilizam como base da projeção o modelo:





























RESPOSTA CORRETA:OPÇÃO C


QUESTÃO 4- ENEM 2002

O mercado financeiro mundial funciona 24 horas por dia. As bolsas de valores estão articuladas, mesmo abrindo e fechando em diferentes horários, como ocorre com as bolsas de Nova York, Londres, Pequim e São Paulo. Todas as pessoas que, por exemplo, estão envolvidas com exportações e importações de mercadorias precisam conhecer os fusos horários para fazer o melhor uso dessas informações.

Considerando que as bolsas de valores começam a funcionar às 09:00 horas da manhã e que um investidor mora em Porto Alegre, pode-se afirmar que os horários em que ele deve consultar as bolsas e a seqüência em que as informações são obtidas estão corretos na alternativa:

a) Pequim (20:00 horas), Nova York (07:00 horas) e Londres (12:00 horas).
b) Nova York (07:00 horas), Londres (12:00 horas) e Pequim (20:00 horas).
c) Pequim (20:00 horas), Londres (12:00 horas) e Nova York (07:00 horas).d) Nova York (07:00 horas), Londres (12:00 horas), Pequim (20:00 horas).
e) Nova York (07:00 horas), Pequim (20:00 horas), Londres (12:00 horas).


QUESTÃO 5- UFPE
Examine, com atenção, a figura a seguir.

Ela nos permite afirmar que:
( F ) nela estão representadas, esquematicamente, linhas que unem pontos os quais possuem a mesma pressão atmosférica.
( V ) a situação A corresponde a uma topografia colinosa e simétrica.
( V ) nas situações A e B estão representadas linhas que unem pontos que têm a mesma cota.
( V ) a declividade de um terreno pode ser indicada pelas chamadas "curvas de nível".
( V ) a situação B indica uma colina assimétrica, com área de convergência de fluxos d'água.

QUESTÃO 6- PUCPRObserve as representações do continente africano, realizadas por meio das projeções de Mercator e de Peters.


(Adaptado de Oswald Freyer - Eimbeke, p. 40)

ASSINALE a alternativa CORRETA:
a) Na projeção de Peters, as distâncias entre os paralelos crescem à medida que se afastam do Equador, gerando um aumento exagerado das áreas localizadas próximas aos pólos.
b) A projeção de Mercator não se presta para a comparação de superfícies ou para medir distâncias, uma vez que foi criada para atender às necessidades de navegação do século XVI.c) Tanto a projeção de Mercator como a de Peters falseiam a superfície dos continentes, seja pela deformação latitudinal (Mercator) ou pela deformação longitudinal (Peters).
d) Por situar a África no centro, a projeção de Peters torna a África maior do que de fato ela é, se comparada aos demais continentes.
e) Os mapas de Peters e de Mercator, por se tratarem de projeções cilíndricas, não causam nenhuma deformação na representação de qualquer região do globo terrestre em um plano.

QUESTÃO 7 – UFSCA linguagem cartográfica é essencial à geografia. Neste âmbito, CONSIDERE as afirmações adiante.

I. O mapa é uma reprodução idêntica da realidade.
II. São elementos que compõem os mapas: escala, projeção cartográfica, símbolo ou convenção e título.
III. A escala é a relação entre a distância ou comprimento no mapa e a distância real correspondente à área mapeada.

Considerando as três assertivas, PODE-SE AFIRMAR CORRETAMENTE que:
a) apenas I é verdadeira
b) apenas II é verdadeira.
c) apenas III é verdadeira.
d) apenas I e III são verdadeiras.
e) apenas II e III são verdadeiras.

QUESTÃO 8 – UFESAs figuras a seguir mostram o mundo representado em projeções cartográficas diferentes.
Analisadas as figuras acima, é CORRETO afirmar que
a) ambas as projeções são cilíndricas, sendo que a de Mercator é equivalente e a de Peters é conforme.
b) a projeção de Mercator conserva as áreas dos continentes e, por esse motivo, é chamada de eurocêntrica.
c) a projeção de Mercator é conforme, ou seja, conserva as formas dos continentes e é a mais adequada para a navegação marítima.d) a projeção de Peters é a mais adequada para a representação dos países do Terceiro Mundo, pois mantém as formas em proporção correta.
e) a projeção de Peters é eqüidistante, ou seja, mantém a proporcionalidade real nas medidas de distâncias e ângulos.



QUESTÃO 9 – UFRNAs figuras a seguir foram construídas utilizando a projeção do tipo azimutal equidistante.


SENE, E. de; MOREIRA, J. C. "Geografia geral e do Brasil: espaço geográfico e globalização". São Paulo: Scipione, 2003. p. 446.

Sobre esse tipo de projeção, PODEMOS AFIRMAR QUE
a) representa as áreas de latitudes médias e a conservação das formas e dos ângulos continentais.
b) mostra um mundo igual para as pessoas e as nações, apresentando, pois, um conteúdo político e social.
c) conserva as formas das massas e a proporcionalidade dos diversos continentes.
d) representa distâncias e direções exatas a partir de um centro, revelando, dessa forma, um conteúdo geopolítico.

QUESTÃO 10 – UNICAMP-
O sistema de projeção do mapa a seguir foi criado por Mercator em 1569 com o objetivo de facilitar as navegações marítimas.


OBSERVE O MAPA E FAÇA O QUE SE PEDE:
Adaptado de Igor Moreira, "O Espaço Geográfico: Geografia Geral e do Brasil", São Paulo: Editora Ática, 2002, p. 446.

a) Segundo a projeção de Mercator, em quais porções da Terra representadas no mapa não ocorre distorção e onde a distorção é mais acentuada?

RESPOSTA: Na projeção de Mercator, as menores distorções ocorrem próximas ao Equador, e as maiores distorções, nas áreas próximas do pólo.
b) A projeção de Mercator é um exemplo do grande desenvolvimento da cartografia no século XVI. A que contexto histórico e econômico está associado esse desenvolvimento da cartografia?
RESPOSTA: Ao desenvolvimento das navegações, quando das descobertas de novas áreas, ao surgimento de colônias e à crescente circulação de mercadorias que demandavam mapas melhores e mais precisos, e exigiram novas técnicas de orientação, mais precisas, por isso os mapas e cartas teriam de ser mais corretos e detalhados.
c) O mapa indica três possibilidades de rotas marítimas entre as cidades de Montevidéu (Uruguai) e Cidade do Cabo (África do Sul). Identifique qual das três rotas é a menor. Justifique sua resposta.

RESPOSTA: Trata-se da rota C. A projeção de Mercator é cilíndrica, e o globo projetado no cilindro tende a distorcer as áreas polares e a esconder o fato de que a Terra foi aberta em "gomos" esticados no sentido leste-oeste. Na rota C, num globo verdadeiro, com o "gomo" diminuído ("encolhido"), a distância é a menor.

QUESTÃO 11- UFRNUm professor de Geografia solicitou aos alunos que representassem, por meio de cartogramas, os resultados de um estudo sobre o bairro onde a escola está localizada. Foram colocadas à disposição dos alunos duas bases cartográficas com as seguintes escalas: cartograma 1 - escala de 1:25.000; cartograma 2 - escala de 1:500.000. Considerando que devem ser representados, no mapa, ruas, avenidas e outros componentes do bairro, os alunos devem utilizar o

a) cartograma 1, porque a escala é maior e oferece a possibilidade de representação de mais detalhes.b) cartograma 2, porque a escala é menor, possibilitando trabalhar com mais detalhes.
c) cartograma 1, porque a escala é menor, sendo ideal para trabalhos com pequenas áreas.
d) cartograma 2, porque a escala é maior, sendo ideal para representar mais detalhes de uma determinada área.

QUESTÃO 12 – UFUO mapa topográfico contém informações de relevo, codificadas em curvas de nível, dispostas de forma mais ou menos concêntricas, conforme a representação cartográfica a seguir.
A partir das informações contidas na figura, é possível afirmar que no local assinalado pela letra A temos
a) uma depressão.
b) as maiores altitudes.c) uma depressão e um lago.
d) um rio.

QUESTÃO 13 – UFPEObserve o mapa a seguir.
Por hipótese, suponha que destroços de um avião tenham sido encontrados nas seguintes coordenadas geográficas: 68° de latitude Norte e 20° de longitude Oeste.

Com relação às indicações do local onde os destroços do avião foram encontrados, é correto afirmar que o lugar está localizado
a) na parte setentrional da Europa e ao Norte do Trópico de Câncer.
b) na costa Ocidental da América do Norte e ao Sul do Círculo Polar Ártico.
c) nas proximidades do Círculo Polar Antártico e ao Sul do Trópico de Capricórnio.
d) nas proximidades do Círculo Polar Ártico e a Oeste do Meridiano de Greenwich.
e) no Oceano Pacífico, a Leste de Greenwich e ao Norte da Linha do Equador.
QUESTÃO 14 – UFJF
Leia, atentamente, o texto:
"Os mapas da Terra-Média incluídos em 'O Senhor dos Anéis' mostravam uma flecha apontando o norte e uma barra de escala. Isso significa que a distância e a direção eram consideradas exatas - algo impossível no mapeamento de um mundo redondo em um pedaço plano de papel."
FONSTAD, Karen Wynn. "O Atlas da Terra-Média. Um guia autêntico e atualizado para a geografia de O Senhor dos Anéis, O Hobbit e O Silmarillion", de J. R. Tolkien. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

Sempre existirão distorções nos mapas, porque:
a) os sistemas de coordenadas foram criados para a localização de um ponto na superfície terrestre e não no globo.
b) a escala dos mapas impede que os detalhes sejam representados, impossibilitando a reprodução da realidade.
c) as projeções cartográficas foram elaboradas quando todas as áreas da superfície terrestre eram consideradas planas.
d) os mapas sempre são elaborados a partir do ponto de vista de quem está na superfície terrestre e não no espaço.
e) é impossível fazer um mapa em duas dimensões que seja uma representação exata de uma estrutura de três dimensões.

QUESTÃO 15- UFSM
Os mapas podem mostrar algo mais do que apenas a posição do lugar, isto é, podem fazer mais do que responder à questão "onde?"
Considerando as figuras, assinale verdadeira (V) ou falsa (F) nas afirmativas a seguir.

( ) A utilização dos símbolos representados na figura 1 permite visualizar o aspecto ordenado, caracterizando relações de ordem dos fenômenos geográficos.
( ) O uso dos símbolos representados na figura 2 permite visualizar o aspecto qualitativo, caracterizando relações de diversidade dos fenômenos geográficos.
( ) O emprego dos símbolos representados na figura 3 permite visualizar o aspecto quantitativo, caracterizando relações de proporcionalidade dos fenômenos geográficos.

A SEQUÊNCIA CORRETA é
a) V - V - V.b) V - F - V.
c) F - V - F.
d) F - F - V.
e) V - F - F.


QUESTÃO 16 – UFPR
As escalas são relações entre as dimensões reais e as de representações gráficas registradas em mapas. Quanto às escalas numéricas 1 : 10 000 e 1 : 50 000, é CORRETO AFIRMAR:

1. Por se tratar de uma razão, a escala de 1 : 10 000 é maior que a de 1 : 50 000.
2. Em folhas de iguais dimensões, a escala de 1 : 10 000 possibilita representar uma superfície 5 vezes maior que a de 1 : 50 000.
3. As distâncias equivalentes na realidade são, respectivamente, 10 e 50 vezes maiores que as utilizadas.
4. A escala menor exige maior generalização, enquanto que a escala maior exige maior precisão na representação.

ASSINALE A ALTERNATIVA CORRETA.
a) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras.c) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.
e) Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.

QUESTÃO 17 – CFMG
Observe os planisférios construídos a partir de projeções diferentes.
A partir da análise e da interpretação dos planisférios, podemos afirmar que
I - A projeção de Mercator caracteriza-se por apresentar as formas dos continentes preservadas e as áreas distorcidas.
II - A projeção de Peters expressa as reais proporções entre os diferentes continentes que compõem a superfície terrestre.
III - A projeção de Peters é uma projeção cilíndrica conforme e a de Mercator é cilíndrica equivalente.

Sobre essas afirmativas, PODE-SE AFIRMAR que
a) apenas I é correta.
b) apenas II é correta.
c) apenas I e II são corretas.d) todas são corretas.


QUESTÃO 18 – PUC-PRObserve com atenção o mapa a seguir.
O planisfério foi elaborado cartograficamente por meio da Projeção de Gall-Peters, concebida inicialmente por James Gall no final do século XIX e retomada por Arno Peters a partir da metade do século seguinte, cujo contexto político-econômico, fortemente o influenciou para o desenvolvimento desse mapa.

Assinale a alternativa cuja característica corresponde ao mapa de Gall-Peters:
a) Corresponde a uma projeção do tipo cônica, que distorce as áreas situadas nas baixas latitudes e torna mais fiel a representação das regiões de média e elevada latitudes.
b) Peters, que retomou a elaboração dessa projeção durante o período da "Guerra Fria", procurou ressaltar no mapa, a partir da representação das dimensões das áreas, a superioridade dos Estados Unidos sobre as demais porções do globo.
c) Trata-se de uma projeção equivalente que objetiva representar um retrato mais ou menos fiel do tamanho das áreas, o que faz a África e a América do Sul ganharem mais destaque do que quando representadas na Projeção de Mercator.
d) É uma projeção, cuja principal qualidade está no respeito às formas dos continentes, procurando representá-las com fidelidade, ao contrário das áreas que são mostradas de maneira desigual, sendo maiores próximas aos pólos e reduzidas na faixa intertropical.
e) A disposição perpendicular da rede de paralelos e meridianos nesse mapa revela que a projeção de Gall-Peters é do tipo azimutal ou polar.

QUESTÃO 19 – CFTMG
A representação cartográfica a seguir atendeu aos anseios dos Estados subdesenvolvidos que se tornaram independentes após a Segunda Guerra Mundial .Esse mapa foi desenhado segundo a projeção de
a) Peters.b) Mercator.
c) Mollweid.
d) Robinson.


QUESTÃO 20 – CFTPR
As proposições a seguir referem-se à orientação, coordenadas geográficas e cartografia.
INDIQUE A ÚNICA CORRETA.
a) A Longitude é a figura formada pela junção dos pontos cardeais, colaterais e subcolaterais.
b) A Latitude é um ângulo que tem seu vértice no centro da seção plana da Terra, definido pelo paralelo do lugar considerado. Varia do paralelo de Greenwich a 180° pala Leste e 180° para Oeste.
c) A Rosa-dos-ventos é um aparelho de orientação inventado no século XII.
d) A altitude é a diferença de nível de um ponto qualquer na superfície terrestre e o nível médio dos mares.e) O Meridiano de Greenwich divide a Terra em hemisférios Setentrional e Meridional.
QUESTÃO 21 - PUC – MG
Considerando-se que a reta delimitada pelos pontos A e B da carta topográfica possui 3,5 cm de comprimento e que a distância real entre os dois pontos é de 1 750 metros, a escala da carta topográfica está CORRETAMENTE indicada em:

a) 1: 5 000
b) 1: 10 000
c) 1: 50 000d) 1: 100 000
QUESTÃO 22 – PUC MG
Comparando-se as retas representadas pelos pontos A - B e C - D, é INCORRETO afirmar que:
a) o gradiente topográfico é menor no segmento A - B.
b) a declividade da vertente é mais acentuada no segmento C - D.
c) os tamanhos dos segmentos das vertentes A - B e C - D são semelhantes.
d) a vertente A - B apresenta orientação Norte - Sul.

QUESTÃO 23 – UFGOBSERVE as figuras a seguir.
As figuras anteriores apresentam dois tipos de representação do relevo. A análise dessa representação orienta o uso e a ocupação do espaço. Tendo-as como referência,
a) identifique o tipo de representação do relevo utilizado em cada uma das figuras.

RESPOSTA: Figura 1 - Carta topográfica
Figura 2 - Perfil topográfico
b) identifique, entre as áreas A, B e C destacadas nas figuras, a área propícia à realização da agricultura mecanizada e explique por que essa área é a mais adequada para essa atividade e como esse aspecto pode ser observado nas figuras apresentadas.

RESPOSTA: A área propícia à realização da agricultura mecanizada é a área C, pois o relevo é mais plano que as demais. Este aspecto é observado mediante a maior distância entre as curvas de nível (carta topográfica), nessa área, e a menor declividade (perfil topográfico). O fato de ser plana facilita a ação das máquinas possibilitando maior rapidez e eficiência.


QUESTÃO 24 – PUC – RS-
Responda à questão com base na tabela e nas afirmativas.
Com relação às informações dadas na tabela, afirma-se:

I. A distância no sentido longitudinal, em quilômetros, entre as cidades A e B é maior que a distância no sentido longitudinal, em quilômetros, entre as cidades C e D.
II. Entre as cidades A e B há uma diferença horária de 7 horas.
III. As cidades C e D estão situadas no mesmo fuso horário.
IV. A sombra de uma pessoa que esteja na cidade B no dia 21 de junho, ao meio-dia, horário solar, será projetada para o Sul.

Estão CORRETAS apenas as afirmativas
a) I, II e III.
b) I e II.
c) I e IV.d) II e III.
e) II e IV.


QUESTÃO 25 – UFGO - 
Em relação às características da cartografia automática ou cartografia assistida por computador, é VERDADEIRO afirmar que:

a) na década de 1980, com a utilização da informática, surgiu a tecnologia da cartografia automática.
b) ocorreu grande velocidade na produção de inúmeros mapas diferentes a partir de um mesmo conjunto de informações digitais.c) na cartografia automática, os programas de computadores não realizam conversões de uma projeção para outra.
d) a cartografia automática não pode ser alimentada pelas tecnologias de sensoriamento remoto.e) as informações arquivadas sob forma eletrônica formam um banco de dados denominado de escala. 


QUESTÃO 26 – CFTMG
No mapa obtido dessa projeção cartográfica,

a) as regiões polares apresentam pequenas distorções.
b) o Círculo Polar Ártico mantém as dimensões inalteradas.
c) os paralelos e os meridianos cruzam-se, formando ângulos retos.d) a área em destaque tem forma e tamanho idênticos aos da sua origem no globo.


QUESTÃO 27 – UFGO
Para atingir o objetivo de ler e interpretar mapas, o leitor necessita de identificar e analisar os elementos de representação cartográfica. Dentre esses, a escala cumpre um papel importante, visto que é a partir dela que se tem

a) a localização de um fenômeno na superfície terrestre.
b) a apresentação da superfície esférica no plano.
c) os diferentes fusos horários no globo.
d) a identificação dos diferentes hemisférios terrestres.
e) o nível de detalhe das informações representadas.

QUESTÃO 28 – UFPRIdentifique e caracterize o sistema de projeção representado na figura a seguir, apontando vantagens e desvantagens de sua utilização.


RESPOSTA: Trata-se da projeção cilíndrica de Mercator caracterizada por dar forma aos continentes, porém distorcendo-se suas áreas, que ficam desproporcionais. São vantajosas para elaboração de mapas de pequena escala com grande área de cobertura. Tem desvantagens em projeções de áreas polares ou para a medição de distâncias.


QUESTÃO 29 – UNICAMPA ilustração a seguir representa a constelação de satélites do Sistema de Posicionamento Global (GPS) que orbitam em volta da Terra.
a) Qual a finalidade do GPS? Como esses satélites em órbita transmitem os dados para os aparelhos receptores localizados na superfície terrestre?

RESPOSTA: A finalidade do Sistema de Posicionamento global, GPS, tem por finalidade permitir a localização na superfície terrestre (pontos, acidentes geográficos veículos em movimento, etc.). O sistema é baseado em uma rede de 24 satélites dispostos de maneira a favorecer a triangulação (cálculo de posição na superfície) que envia informações por sistema de rádio-transmissor.
b) O que são"latitude" e "longitude"?

RESPOSTA: Latitude é a distância de um ponto ao Equador, variando de 0 a 90 graus norte ou sul. Longitude é a distância de um ponto ao meridiano de Greenwich, variando de 0 a 180 graus leste ou oeste. Na intersecção entre latitude e longitude define-se uma coordenada geográfica.

QUESTÃO 30. (Ufrn 2013) 
Um estudante australiano, ao realizar pesquisas sobre o Brasil, considerou importante saber a localização exata de sua capital, a cidade de Brasília. Para isso, consultou o mapa a seguir: 


O mapa consultado pelo estudante australiano permitiu identificar a localização exata de Brasília, a qual se estabelece a partir de 
a) projeção cartográfica. 
b) escala geográfica. 
c) coordenadas geográficas. 
d) convenções cartográficas. 


QUESTÃO 31.
(Ufrn 2013) As curvas de nível são linhas que unem os pontos do relevo os quais apresentam a mesma altitude. 
A figura abaixo representa a topografia de uma área a partir de curvas de nível. 


Considerando as informações da figura apresentada, é correto afirmar: 
a) O percurso do rio principal segue a direção nordeste-sudoeste. 
b) As maiores declividades do terreno localizam-se na direção noroeste. 
c) As menores altitudes do terreno localizam-se na direção sudeste. 
d) O percurso do rio principal segue a direção sudoeste-nordeste. 

QUESTÃO 32 (Unesp 2013) 
O mapa representa as diferenças de horário na América do Sul em função dos diferentes fusos.


A seção de abertura da Rio+20 ocorreu no Rio de Janeiro, no dia 20 de junho de 2012. A presidente da República do Brasil, Dilma Rousseff, fez um pronunciamento à nação às 21 horas, horário de Brasília. Os moradores de La Paz, na Bolívia, de Caracas, na Venezuela, de Buenos Aires, na Argentina, e do Arquipelago de Fernando de Noronha, no Brasil, se quisessem assistir ao vivo à fala da presidente, deveriam ter ligado seus televisores, respectivamente, nos seguintes horários: 
a) 22h; 20h30; 21h; 19h. 
b) 20h; 21h30; 21h; 22h. 
c) 21h; 22h30; 20h; 22h. 
d) 18h; 22h30; 20h; 19h. 
e) 20h; 19h30; 21h; 22h. 


QUESTÃO 33 (Uern 2012) 
“As curvas de nível (ou isoípsas) são linhas que unem os pontos do relevo que têm a mesma altitude. Traçadas no mapa, permitem a visualização tridimensional do relevo”.
(Moreira, J. C. & Sene E. Geografia: ensino médio – volume único. São Paulo: Scipione, 2005)
As curvas de nível são muito utilizadas em mapas topográficos para determinar a declividade e a variação de altura, sendo um importante instrumento para a implantação de loteamentos e estradas, para evitar problemas como o demonstrado na figura 1.
Analisando o mapa topográfico (figura 2), em qual localidade o problema destacado na figura 1 será mais frequente? 
a) 1 
b) 2 
c) 3 
d) 4 

QUESTÃO 34. (Ufpb 2012) 
Grande parte das cidades brasileiras sofre com problemas de inundações em períodos de chuvas intensas, ocasionando transtorno à população e grandes prejuízos econômicos e sociais. A expansão urbana desenfreada invade as planícies fluviais que são áreas naturais onde os rios, nos períodos chuvosos, acabam transbordando. Nesse contexto, observe a seguir as imagens orbitais do rio Tietê em dois trechos da região metropolitana de São Paulo




Com base nesses mosaicos de imagens orbitais e na literatura sobre o tema, identifique as afirmativas corretas relativas ao rio Tietê, na Região Metropolitana de São Paulo: 
( ) É um rio naturalmente meândrico e foi retilinizado e alargado em alguns trechos dessa região, através de obras de engenharia, para aumentar sua vazão e reduzir as enchentes. 
( ) É um rio meândrico em todo seu curso nessa região, ocasionando enchentes, em períodos chuvosos, devido à sua baixa vazão e à ocupação urbana nas planícies fluviais. 
( ) Foi amplamente modificado por obras de engenharia em alguns trechos dessa região, mas, ainda assim, ocorrem enchentes, em períodos de chuvas intensas, provocando transtornos à população que ocupa as planícies fluviais. 
( ) Mantém ainda em suas margens mata ciliar preservada nas planícies fluviais em todo trecho dessa região, o que impede as enchentes nos períodos de precipitação intensa. 
( ) Foi amplamente modificado por obras de engenharia em alguns trechos dessa região, mas essas obras não impedem a deposição de lixo no seu leito que é carreado por enxurradas em períodos chuvosos. 


a) V - F - V - F - Vb) V - V - V - F - V
c) F - F - V - V - V
d) V - V - V - F - F
e) V - F - F - V - V



QUESTÃO 35 (Ufpa 2012) 
A análise dos mapas apresentados em diferentes escalas permite identificar que 
a) a redução da escala permite maior detalhamento das informações. 
b) a escala utilizada na representação do mapa 1 é maior do que no mapa 2. 
c) há preferência pelo uso da escala numérica em detrimento da escala gráfica. 
d) a distância real entre as cidades é maior no mapa 2 do que no mapa 1, em função da escala utilizada. 
e) os níveis de detalhes observados no mapa 2 resultam da utilização de uma escala maior do que a do mapa 1. 


QUESTÃO 36 (Unisc 2012) 
Moradores de Maringá sentiram um tremor na manhã de sexta-feira, 2 de setembro de 2011, por volta das 11h, reflexo do terremoto de 6,7 graus na escala Richter que atingiu a região de Santiago Del Estero, no Norte da Argentina, a cerca de de Maringá, ao Norte do Paraná, conforme mapa abaixo. Esta distância é representada no mapa por Determine a escala dessa representação.


a) 1 : 6.200 
b) 1 : 62.000 
c) 1 : 387.500 
d) 1 : 620.000 
e) 1 : 38.750.000 


QUESTÃO 37 (Uern 2012) 
Um turista chega à cidade de Natal (RN) e, encantado com as belezas do estado, resolve conhecer Mossoró (RN), para isso utiliza o mapa rodoviário. 


Dispondo do mapa, mediu a distância entre as duas cidades (2,8 cm) e concluiu que terá que percorrer 
a) 2,8 km. 
b) 28 km. 
c) 280 km. 
d) 2800 km. 

QUESTÃO 38 (Ufsj 2012) 
Observe o mapa abaixo.


Um avião, que se desloca (percorrendo a menor distância) do ponto A (situado a 60° de Latitude Norte e 140° de Longitude Leste) para o ponto B (situado a 60° Latitude Norte e 100° de Longitude Oeste), deverá 
a) ultrapassar o Círculo Polar Ártico e entrar na Zona Glacial. 
b) elevar sua altitude para evitar Ventos alísios e turbulências atmosféricas. 
c) atrasar os relógios ao atravessar a linha internacional de mudança de data. 
d) sobrevoar regiões ocupadas por formações florestais úmidas, heterogêneas e latifoliadas. 


QUESTÃO 39 (Ufrn 2012) 
O Brasil sediará a Copa do Mundo em 2014 e, na cidade do Rio de Janeiro, serão disputados importantes jogos. Um torcedor que decidir permanecer na cidade do Rio de Janeiro visando a assistir aos jogos precisará de uma representação cartográfica que lhe permita localizar as principais vias de acesso ao estádio, como ruas e avenidas. Para atingir este objetivo, terá à sua disposição os dois tipos de representação cartográfica com escalas diferentes, mostrados a seguir:


Para que o torcedor possa se locomover na cidade com mais facilidade, o tipo de representação cartográfica que melhor o orientará é o apresentado na 
a) Figura 1, porque tem uma escala pequena, expressando uma área maior, com menor número de detalhes. 
b) Figura 1, que possui uma escala grande, representando uma área menor, com maior grau de detalhamento. 
c) Figura 2, que possui uma escala grande, representando uma área maior, com menor grau de detalhamento. 
d) Figura 2, porque tem uma escala pequena, expressando uma área menor, com maior número de detalhes. 


Créditos.
http://tudodeconcursosevestibulares.blogspot.com.br/2013/02/fuso-horario-resumo.html
http://cartografiaemfoco.blogspot.com.br/2011/11/exercicios-resolvidos-de-fuso-horario.html
revista_001http://www.ticnaeducacao.com.br
chamada1